História de Lagoa Nova

Com a cessão de sesmaria a dona Adriana de Holanda Vasconcelos, em 1764, surgiu uma povoação exatamente numa dos clãs de Serra de Santana. Segundo o historiador Câmara Cascudo, no seu livro Nomes da Terra, o Capitão Francisco da Costa de Vasconcelos, pioneiro na região, nos idos de 1792, teria recebido uma sesmaria próxima a uma lagoa com terras, matas, criação de gado e plantações localizada abaixo da lagoa dos Espinheiros e chamada de Lagoa Nova. A localidade permaneceu estagnada pelo final do século XVIII e durante todo século XIX, sem conseguir se transformar nem mesmo num verdadeiro povoado. O primeiro momento de valor significativo para sua história só ocorreu no dia 29 de outubro de 1931, quando o padre Omar Bezerra Cascudo celebrou uma missa, dois casamentos e quarenta batizados. A partir desse dia novas missas foram celebradas e a população passou a participar com mais freqüência do ato religioso. Foi pela Lei no 2.321, do dia 5 de dezembro de 1958, que Lagoa Nova foi elevada à categoria de distrito do município de Currais Novos, assim permanecendo até o dia 10 de maio de 1962, quando pela Lei no 2.777, desmembrou-se de Currais Novos e tornou-se município. A instalação do município aconteceu no dia 2 de janeiro de 1963, por ocasião da posse do seu primeiro prefeito, nomeado por ato do Governador do Estado.

Gentílico: Lagoa-novense 

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Lagoa Nova, pela lei estadual nº 2349, de 31-12 1958, subordinado ao município de Currais Novos. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Lagoa Nova figura no município de Currais Novos.
Elevado à categoria de município com a denominação de Lagoa Nova, pela lei estadual nº 2777, de 10-05-1962, desmembrado de Currais Novos. Sede no antigo distrito de Lagoa Nova. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.